Script técnico que não afeta o conteúdo.
compartilhe link
compartilhar

O que o interior de Sergipe tem?

Roteiro Aracaju-Xingó reúne praias, serras, grutas e cânion lacustre considerado o quinto mais navegável do mundo

21/01/2011

Banco de Imagens do MTur

Brasília, DF (21/01/2011) – Praias, manguezais, lagoas, rios, serras, cavernas e cânions aguardam o turista entre Aracaju e Xingó, rota perfeita para praticar esportes de aventura e percorrer trilhas ecológicas entra a caatinga e às margens do rio São Francisco.

Dez municípios compõem o roteiro, que é uma experiência surpreendente e inesquecível: Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Itabaiana, Areia Branca, Nossa Senhora Aparecida, nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Poço Redondo e Canindé do São Francisco.

O percurso tem em torno de 230km, pela BR101 e SE230, com saída de Aracaju e parada final em Canindé. No caminho, vale a pena ver de perto aves de rapina no Parque dos Falcões e visitar a Grota do Angico, onde morreu Lampião, maior mito do cangaço nordestino. O Parque Nacional Serra de Itabaiana também integra o roteiro.

Mas, sem dúvidas, a principal atração é Cânion do Xingó, o quinto maior navegável do mundo. Ele é formado por um vale que chega a ter 170m de profundidade, com extensão de 65km e largura que varia entre 50m e 300m. O volume da água chega a 3,8 bilhões de metros cúbicos.
É um lindo passeio para se fazer de escuna ou catamarã. Em média, a duração dos passeios é de três horas. O trajeto é feito nas águas represadas da Usina Hidrelétrica de Xingó, e o contraste entre os imensos paredões de pedra e as belas águas espelhadas do Rio São Francisco impressionam os visitantes.

Outra dica é a Gruta do Talhado, ainda em Canindé do São Francisco. Ela leva esse nome porque suas rochas parecem talhadas à mão.
Para saber mais sobre o roteiro e os destinos que o compõem, acesse: http://www.turismosergipe.net/escolha-seu-destino/rota-do-sertao.

94 motivos para viajar pelo Brasil

O roteiro Roteiro Aracaju-Xingó é um dos roteiros estruturados pelo Programa de Regionalização, do Ministério do Turismo (MTur). Lançado em 2004, ele trabalha o desenvolvimento do setor em todo o país e a gestão descentralizada. O objetivo é estruturar, diversificar e qualificar a oferta turística brasileira para inserir de forma competitiva o produto Brasil no mercado internacional. Os roteiros apoiados pelo programa estão reunidos na revista Roteiros do Brasil 2010. Para acessá-la, clique aqui.