Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Institucional

Plano busca reforçar imagem de Natal como destino turístico

Ações de marketing organizadas em conjunto com o MTur preveem a diversificação da oferta de atrativos da capital potiguar, a fim de minimizar efeitos da sazonalidade

  • Publicado: Segunda, 09 de Janeiro de 2017, 12h13
  • Última atualização em Segunda, 09 de Janeiro de 2017, 12h13

 

Por André Martins

Forte dos Reis Magos em Nataç. Crédito: Divulgação

Belezas naturais, aventura, artesanato, gastronomia e uma hospitalidade de tirar o chapéu. Estes e outros atributos fazem de Natal (RN) um dos pontos do Nordeste mais procurados por brasileiros e estrangeiros em temporadas de férias, especialmente no verão. E para consolidar a capital como um dos melhores destinos da América do Sul, um plano de Marketing, elaborado por uma consultoria privada e acompanhado pelo Ministério do Turismo, prevê a diversificação e a promoção de atrativos locais.

O objetivo é atingir mercados que se destacam na emissão de viajantes para a capital potiguar e também regiões com potencial neste sentido, contribuindo para reduzir efeitos da sazonalidade. O programa, que tem prazo de execução de cinco anos, busca otimizar a atuação dos setores público e privado para proporcionar ao visitante novas opções além das já consagradas sol e praia, que contemplem todos os perfis de turistas em diferentes épocas do ano.

O trabalho, essencial para períodos de baixa temporada, envolve o incentivo a eventos e a articulação com cidades vizinhas, como Tibau do Sul e Nísia Floresta, a fim de permitir a oferta conjugada de atrativos. O secretário de Turismo de Natal, Carlos Frederico Queiroz, elogia o apoio do MTur e aposta em avanços. “O Ministério acompanhou todo o processo, validando o plano para que seja eficaz. O principal ponto é o aumento do fluxo turístico, com a indicação de mercados onde precisamos investir e a divulgação de nossas potencialidades na mídia”, explica.

O plano estabelece ações que garantam a presença de Natal nas principais feiras e eventos de turismo. Também é indicada a realização de famtours com agentes de viagens, de forma a estimular a comercialização do destino. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, observa que o plano reforça a promoção de atrativos do Nordeste e ajuda a fortalecer o setor como importante atividade econômica. “Esse trabalho se soma aos nossos esforços para divulgar as riquezas do Nordeste e incentivar a procura de destinos, movimentando a economia. A região inclusive é tema de uma campanha publicitária do Ministério do Turismo, que, em breve, vai promover as belezas de todo o país”, adianta.

O plano abrange ainda a criação de uma marca turística oficial de Natal, maior presença em redes sociais e a atualização do seu portal promocional de turismo, além do desenvolvimento de um aplicativo sobre o destino.

As ações de marketing integram o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) de Natal, financiado e validado pelo MTur. O documento define medidas como o aproveitamento do potencial náutico, a recuperação e a proteção do patrimônio cultural e natural e a capacitação profissional da cadeia turística. A aprovação do PDITS permite à capital pleitear recursos públicos, a exemplo do Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), para reforçar potencialidades e sua infraestrutura.

PRODETUR - O programa tem o intuito de fortalecer o papel do MTur no desenho e na execução de políticas públicas, bem como contribuir para a estruturação de destinos e o fomento ao desenvolvimento regional por meio de financiamentos externos. Desde a sua criação, em 2008, o Prodetur formalizou aproximadamente US$ 900 milhões em contratos assinados entre o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e os estados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e Sergipe, bem como Fortaleza e Manaus.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página