Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Institucional

Faturamento cresce em 66% das empresas turísticas no terceiro trimestre de 2016

Seis em cada 10 negócios do setor devem receber investimentos no último trimestre deste ano. Os dados são do Boletim de Desempenho Econômico do Turismo

  • Publicado: Terça, 29 de Novembro de 2016, 12h18
  • Última atualização em Quinta, 01 de Dezembro de 2016, 17h54

Por Darse Júnior

As agência de viagem foram ouvidas na pesquisa. Crédito: Paulino Menezes

 

O terceiro trimestre de 2016 marcou uma retomada consistente no faturamento das empresas turísticas. De agosto a outubro, 66% delas registraram crescimento no comparativo com o segundo trimestre. Entre os entrevistados pela pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo, 61% afirmaram que irão investir no último trimestre do ano e 64% acreditam que o faturamento será maior que o mesmo período de 2015.

O estudo apura o posicionamento dos responsáveis por negócios no transporte aéreo, parques e atrações turísticas, turismo receptivo, agências e operadoras de viagem, organizadoras de eventos e meios de hospedagem. Dos sete segmentos pesquisados, cinco manifestaram perspectiva de aquecimento dos negócios no último trimestre do ano. Destaque para transporte aéreo, onde 100% dos entrevistados afirmaram acreditar no aumento do faturamento. Entre parques e atrações turísticas o índice foi de 67% e no turismo receptivo foi de 25%. 

“São dados econômicos que indicam uma retomada do setor de viagens, mas ainda temos muito a avançar. Reconhecemos que o ambiente de negócios do Brasil precisa ser mais amigável ao investidor e estamos trabalhando nesta direção”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão. O Ministério do Turismo defende a criação de Áreas Especiais de Interesse Turístico com licenciamento diferenciado e crédito facilitado em regiões específicas do Brasil. De acordo com o ministro, “o país precisa criar facilidades tanto para os investidores quanto para os turistas”.

A pesquisa foi realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Fundação Getúlio Vargas, com 927 empresas, que empregam mais de 77 mil pessoas e faturaram R$ 8,8 bilhões no terceiro trimestre de 2016. O levantamento apresenta os cenários macroeconômico mundial e contexto e perspectivas do Brasil, bem como aponta fatores que impactam no setor de viagens.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página