Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
AEROPORTOS

Com expectativa de mais turistas, aeroportos se prepararam para alta temporada

Terminais de vários estados do país terão voos extras para atender à demanda de passageiros durante as férias de verão

  • Publicado: Sexta, 03 de Janeiro de 2020, 11h02
  • Última atualização em Sexta, 03 de Janeiro de 2020, 11h09

Por Rafael Brais, com informações da Infraero

030120 - AeroportoJK_Bsb_8329PM.jpg

Aeroportos estão preparados para a alta temporada do verão brasileiro. Crédito: divulgação/MTur

O crescente fluxo de turistas que procuram destinos brasileiros para o verão de 2019/2020 altera o planejamento em vários aeroportos do país. Além de voos extras programados, os responsáveis pelos terminais de passageiros vão adotar medidas a exemplo do aumento da conectividade aérea, do reforço das equipes de segurança e de operações e da intensificação do monitoramento de equipamentos, como esteiras de bagagens. De acordo com a Infraero, os 47 aeroportos sob sua responsabilidade devem receber 5,39 milhões de passageiros no período da alta temporada. Veja lista. Em caso de esclarecimentos a visitantes, funcionários da Infraero com coletes amarelos e a frase “Posso Ajudar/May I Help You?” (os “amarelinhos”) estão de prontidão.

O ministro do Turismo ressalta que a grande movimentação de viajantes evidencia o momento positivo do setor no Brasil. Marcelo Álvaro Antônio lembra que o governo federal atua para reforçar o mercado aéreo e proporcionar o adequado aproveitamento do potencial do país. “O turismo ocupa papel central nas políticas do governo, que vem trabalhando para aumentar a presença de novas companhias aéreas no Brasil. O nosso objetivo é proporcionar um ambiente mais competitivo e preços mais acessíveis ao consumidor, além do aumento de turistas no país”, explica o ministro.

A Bahia, um dos destinos mais procurados por visitantes na estação, terá cerca de 14 mil voos para atender à demanda de passageiros nos principais municípios turísticos do estado, como Salvador, Porto Seguro e Ilhéus. Somente no terminal da capital baiana, a administradora Vinci Airports projeta a chegada de 11.574 viagens entre dezembro e março, sendo 567 extras. A cidade de Lençóis, porta de entrada da Chapada Diamantina, contará com um voo extra da empresa Azul nas terças-feiras de janeiro, no Aeroporto Coronel Horácio de Matos. Ele vai se somar a outras duas operações semanais, realizadas às quintas-feiras e domingos, totalizando 13 frequências no mês.

Já o Aeroporto Internacional Castro Pinto, em João Pessoa (PB), oferecerá 63 voos extras. Serão 42 operações realizadas pela companhia Gol, entre chegadas e partidas com destino a Guarulhos (SP) e a Salvador (BA), e a empresa Latam terá mais 21 frequências para Brasília (DF) no período. Entre 16 de dezembro e 5 de janeiro, o terminal estima receber cerca de 120 mil passageiros, número 2,4% superior aos 117 mil viajantes contabilizados de 17 de dezembro de 2018 a 6 de janeiro de 2019.

O Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória (ES), por sua vez, adota ações para atender ao aumento de fluxo e manter o conforto e a segurança dos usuários. O terminal deve receber 194,3 mil passageiros em 1.443 pousos e decolagens na alta temporada, o que representará um crescimento de 5% em relação aos 185,1 mil viajantes registrados no último verão. Já em Goiânia, a expectativa é de que o Aeroporto Santa Genoveva movimente mais de 200 mil passageiros no período, uma alta de 3% na comparação com a estação anterior. E o terminal aéreo de Campo Grande (MS) tem a previsão de receber 99,4 mil passageiros em 992 operações, um aumento de 0,5% em relação ao verão de 2018/2019.

ORIENTAÇÕES - Informações sobre viagens, direitos e responsabilidades do passageiro e da companhia aérea podem ser conferidas no Guia do Passageiro (Clique aqui para acessar a publicação). Elaborado pelo governo federal, o material reúne explicações a respeito do funcionamento do setor aéreo e fornece dicas, como quanto ao peso e à devolução de bagagens e ao transporte de animais, entre outras.​

Edição: André Martins

registrado em:
Assunto(s): turismo , alta temporada , infraero
Fim do conteúdo da página