Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Acesso a informação > Ações e programas > Estruturação do Turismo em Áreas Priorizadas
Início do conteúdo da página

Estruturação do Turismo em Áreas Priorizadas

Publicado: Segunda, 25 de Maio de 2015, 16h50 | Última atualização em Terça, 28 de Julho de 2015, 10h28

O Ministério do Turismo apoia a formulação e a implementação de projetos em que o turismo é indutor do desenvolvimento local e da geração de emprego e renda. São priorizadas áreas de investimentos com impactos socioeconômicos e territórios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Para a Coordenação-Geral de Estruturação do Turismo em Áreas Priorizadas, os projetos com base nos valores de economia solidária promovem inclusão social.

Projetos
 
Entre as ações desenvolvidas nesta área, destacam-se:
  • Fomento a projetos de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) na cadeia produtiva do turismo.
  • Fortalecimento das atividades do turismo comunitário que promovam inserção na economia de mercado com base nos princípios de economia solidária.
  • Apoio a projetos de formação de jovens para a inserção no mercado de trabalho da cadeia produtiva do turismo, com a criação de oportunidades de inclusão social.
  • Incentivo à realização de estudos, pesquisas, prospecção de planos e projetos sociais para o desenvolvimento sustentável do turismo em regiões de baixo dinamismo econômico e com potencial turístico pouco explorado.
  • Apoio ao desenvolvimento de metodologia para formulação de projetos estratégicos em regiões com previsão de investimentos privados do setor turístico.
 
Seleção
 
A seleção de projetos nessa área é feita por meio de chamadas públicas e editais, cooperação técnica internacional e pela identificação de necessidades e oportunidades no âmbito do MTur,
 
Os programas do MTur na área de Estruturação do Turismo em Áreas Priorizadas são executados, em sua maioria, por meio de apoio a projetos de órgãos de governo estadual e municipal, da administração direta e indireta e de entidades sem fins lucrativos.
 
Mais informações na seção Convênios deste portal ou ainda pelo e-mail cpe@turismo.gov.br
O turismo de base comunitária, turismo comunitário, solidário, de conservação, entre outras denominações, possui como características principais a busca da construção de um modelo alternativo de desenvolvimento turístico, baseado na autogestão, no associativismo/cooperativismo, na valorização da cultura local e, principalmente, no protagonismo das comunidades locais, visando à apropriação por parte destas dos benefícios advindos do desenvolvimento da atividade turística.
 
O produto turístico de base comunitária se diferencia por incorporar o modo de viver e de representar o mundo da comunidade anfitriã. Desta forma, prevê na sua essência um intercâmbio cultural com a oferta dos produtos e serviços turísticos, em que há oportunidade para o visitante vivenciar uma cultura diferente da sua e à comunidade local de se beneficiar com as oportunidades econômicas geradas e também pelo intercâmbio cultural.
 
Ao considerar a organização da produção turística com base territorial e protagonizado pelas comunidades locais, o apoio às iniciativas de TBC visa:
 
  • Contribuir para a geração de trabalho e renda locais,
  • Fortalecer a governança local, em articulação com os demais atores envolvidos na atividade turística,
  • Diminuir os vazamentos de renda e fomentar o adensamento do mercado local,
  • Estruturar este segmento turístico, face a crescente demanda turística em níveis nacional e internacional,
  • Agregar valor a destinos turísticos,por meio da diversificação dos segmentos a serem ofertados,
  • Promover padrões de qualidade e de segurança da experiência turística, tanto para a comunidade anfitriã quanto para os visitantes.

Downloads

Fim do conteúdo da página