Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Enoturismo em debate na Comissão de Turismo da Câmara
Início do conteúdo da página
economia

Enoturismo em debate na Comissão de Turismo da Câmara

Parlamentares, representantes do MTur e do segmento discutiram maneiras de reforçar a atratividade e o desenvolvimento do ramo

  • Publicado: Quinta, 19 de Outubro de 2017, 12h06
  • Última atualização em Quinta, 19 de Outubro de 2017, 12h07

Por André Martins

18 10 17 foto audiencia enoturismo02
Crédito: Jane Santin

“Mais do que provar vinhos, o turista quer outras experiências nos locais que produzem a bebida”. Foi o que enfatizou o coordenador-geral de Atração de Investimentos do Ministério do Turismo, Rodrigo Marques, durante audiência pública realizada nesta quarta-feira (18), na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, que debateu desafios e oportunidades do enoturismo no Brasil.

Marques defendeu a importância da associação da atividade a outros segmentos ligados ao turismo, como gastronomia e hospedagem, no sentido de reforçar o seu desenvolvimento e gerar receitas adicionais. O coordenador destacou o trabalho do MTur voltado à aproximação entre vinicultores e potenciais investidores, além da conscientização quanto à necessidade de diversificação na área.

“O MTur tem apresentado várias possibilidades de integração do enoturismo com a gastronomia gourmet, a hotelaria de charme e produtos indiretos, como observação da natureza, cultura e religião. Este segmento oferece um leque de produtos e responde cada vez mais pela receita das vinícolas, principalmente quando agregado a outros produtos, e o Brasil possui grande vantagem comparativa nisso”, observou.

Dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) indicam o Brasil como o 21° maior produtor mundial. Ivane Fávero, presidente da Associação Internacional de Enoturismo, ressaltou o potencial de expansão do ramo. “A produção, ainda muito focada no Sul, já se fixa do Nordeste ao Sul do país. Temos que buscar novas formas de vender o Brasil enoturístico ao próprio brasileiro e ao mundo”, defendeu.

Além do Rio Grande do Sul, estados como Santa Catarina, Pernambuco e São Paulo despontam como grandes fabricantes de vinho e destinos para os apreciadores da bebida. O deputado Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, enalteceu a importância do debate. “As palestras aqui apresentadas enriqueceram muito o nosso conhecimento. Temos muito a avançar, e o enoturismo vai, cada vez mais, ocupar novos espaços no país”, apostou.

Também participaram da audiência, o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur, Rogério Cóser; a coordenadora do segmento de Turismo Rural do Sebrae Nacional, Andrea Faria, e a diretora do SPA do Vinho de Bento Gonçalves (RS), Deborah Daldart, além de parlamentares e empresários.

APOIO INSTITUCIONAL - O MTur atua para fortalecer o enoturismo e as tradições de locais fabricantes da bebida. Em junho, a Pasta promoveu na cidade de Bento Gonçalves (RS) o seminário “Enoturismo: Oportunidades e Perspectivas de Desenvolvimento” para discutir os desafios e perspectivas para o desenvolvimento do turismo nas vinícolas no país. O evento reuniu mais de 60 produtores de vinhos e espumantes gaúchos e de outros estados, além de representantes do poder público.

registrado em:
Fim do conteúdo da página