Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Braços Abertos é apresentado em Macapá
Início do conteúdo da página
Institucional

Braços Abertos é apresentado em Macapá

Secretaria Municipal de Turismo promoveu encontro para apresentar a iniciativa do MTur

  • Publicado: Quarta, 24 de Maio de 2017, 17h13
  • Última atualização em Quinta, 06 de Julho de 2017, 16h45

Por Lívia Nascimento


Secretária de Turismo apresenta plataforma para o setor. Crédito: Secretaria de Turismo de Macapá

Primeiro município brasileiro a celebrar o Termo de Compromisso da plataforma de qualificação Brasil Braços Abertos em parceria com o Ministério do Turismo, Macapá acaba de iniciar uma série de ações para promover a iniciativa para o setor turístico do estado. Para isso, a secretaria de Turismo da cidade reuniu, nesta terça-feira (23), 60 representantes para apresentar a ferramenta de ensino à distância criada pelo MTur.

A ideia é de que os empresários se inscrevam no curso e incentivem a participação de seus funcionários no curso de qualificação. São 80 horas aula em diferentes módulos como sustentabilidade, educação ambiental, turismo acessível e línguas, entre outros. O reforço às iniciativas de qualificação profissional é pleito do setor e faz parte do Brasil + Turismo, um pacote de medidas lançado em abril pelo ministro Marx Beltrão para fomentar o turismo brasileiro.

As inscrições para 2017 estão abertas e poderão ser feitas até 30 de setembro. O aluno poderá realizar o curso por meio de celular, tablet ou notebook e contará com videoaulas e jogos educativos. Os interessados podem acessar a plataforma pelo endereço brasilbracosabertos.turismo.gov.br. As aulas podem ser iniciadas logo após a inscrição e devem ser concluídas até o dia 30 de dezembro.

De acordo com a secretária de turismo de Macapá, Juli Pereira, a iniciativa tem sido bem aceita. “O mais legal desse nosso contato com o setor é que já durante a apresentação do Brasil Braços Abertos, as pessoas começaram a fazer suas inscrições e tirar dúvidas, o que foi muito bom de ver”, comentou. A ideia da secretária é firmar parcerias com outros órgãos que possam fornecer máquinas para os interessados nas aulas online mas que não possuem computador. “Estamos animados com essa possibilidade e trabalhando forte para isso”, finalizou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página