Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Enoturismo em pauta
Início do conteúdo da página
Institucional

Enoturismo em pauta

Evento realizado pelo Ministério do Turismo em Gramado (RS) prevê a criação de grupos de trabalho para debater o segmento no país

  • Publicado: Quarta, 16 de Novembro de 2016, 17h53
  • Última atualização em Quarta, 16 de Novembro de 2016, 18h01

 

Seminário reuniu mais de 90 participantes em Gramado (RS)
Seminário reuniu mais de 90 participantes. Crédito: divulgação/Ministério do Turismo

 

Promover a criação de grupos de trabalho com os setores público e privado para discussão dos entraves e soluções para o desenvolvimento do enoturismo no Brasil. Esse é um dos resultados do Seminário de Enoturismo, que reuniu mais de 90 participantes - a grande maioria vitivinicultores da região Sul -, realizado em Gramado (RS) no início do mês. O encontro reuniu representantes do Ministério do Turismo, empresários vitivinícolas e o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Durante o evento, os participantes informaram que desejam ampliar seus negócios com o enoturismo, introduzindo produtos hoteleiros diferenciados e uma gastronomia que seja harmonizada ao consumo do vinho.  Com mais de 1.100 vinícolas, do Rio Grande do Sul a Pernambuco, o enoturismo tem se tornado cada vez mais uma realidade e uma oportunidade de negócios no Brasil.

“Mais do que vender vinhos, o enoturismo associa hotelaria de charme, gastronomia gourmet e passeios, fazendo com que o turista que antes passaria uma tarde em uma vinícola, agora se disponha a ficar dias em uma estância, deixando por vezes 10, 15 mais do que o valor médio que consumiriam em uma simples visita”, resume o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo, Rogério Coser.

A proprietária do SPA do Vinho, Deborah Villas-Bôas, define o enoturismo como o oferecimento de uma experiência única, onde o turista mergulha em um universo de sabores e sensações que passam pelo paladar, olfato e visão. “Trabalhar o enoturismo com planejamento, profissionalismo, agregando produtos significativos é uma das melhores formas de desenvolver este produto turístico, ainda pouco conhecido do turista internacional que visita o Brasil”, concluiu.

registrado em:
Fim do conteúdo da página