Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Dia da Revolução Farroupilha promove destinos turísticos
Início do conteúdo da página
Data Comemorativa

Dia da Revolução Farroupilha promove destinos turísticos

O roteiro Caminho Farroupilha apresenta aos visitantes a história e a cultura preservada nas cidades gaúchas marcadas pela Guerra dos Farrapos

  • Publicado: Terça, 20 de Setembro de 2016, 10h21
  • Última atualização em Quarta, 21 de Setembro de 2016, 11h28

Por Pedro Fideles


Campo de Canola em Santa Margarida do Sul. Foto: Alexandra Aranovich

Para celebrar o Dia da Revolução Farroupilha, comemorado nesta terça-feira (20), um roteiro especial apresenta para turistas a riqueza histórica e cultural do Rio Grande do Sul. Para os viajantes que desejam conhecer mais desse importante legado foi desenvolvido o roteiro turístico Caminho Farroupilha, composto por 17 cidades gaúchas que preservam edificações e alguns costumes deste período.

O projeto teve início em julho deste ano, com quatro blogueiras interessadas em atrair as atenções de viajantes para atrativos históricos e novas opções turísticas dos destinos visitados com o apoio das secretarias de Turismo e do Sebrae. Reconhecida como um dos principais conflitos do início do século XIX no país, a Guerra dos Farrapos foi marcada pela busca do desenvolvimento econômico dos municípios gaúchos e pela defesa dos ideais de sua população.


Charqueada São João. Pelotas. Foto: Gardenia Rogatto.

Para a blogueira Alexandra Aranovich, a celebração do Dia da Revolução Farroupilha e o desenvolvimento do roteiro são fundamentais para a preservação da cultura do estado. “Esta é a chama que mantém acesas as tradições gaúchas, com o uso das roupas típicas e a produção gastronômica regional. O roteiro também encanta pela beleza das paisagens históricas e naturais do Rio Grande do Sul”, conta.

Durante o passeio, os visitantes podem conhecer as fazendas voltadas à produção de carne seca conhecidas como charqueadas, que impulsionavam a economia da região na época. No município de Pelotas, a Charqueada São João destaca-se como um dos locais onde os turistas podem contemplar a arquitetura do início do século XIX.

No município de Piratini, conhecido como a primeira capital Farroupilha, a história da revolução é preservada nas edificações e em apresentações teatrais realizadas nas ruas da cidade que retratam os trajes típicos do século XIX e alguns dos principais ícones da revolução, como Bento Gonçalves e Giuseppe Garibaldi. A riqueza cultural de Piratini foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1941, com o tombamento da Casa de Garibaldi e do Palácio Farroupilha.


Guaritas. Caçapava do Sul. Foto: Alexandra Aranovich


O roteiro também é marcado pela visita à vinícolas, onde é possível conhecer o processo de produção da bebida e fazer sua degustação acompanhada dos deliciosos queijos da região. A blogueira gaúcha Roberta Martins conta que o Caminho Farroupilha foi um roteiro de descoberta dos destinos da região Sul do estado. “Este é um roteiro em que se aprende muito sobre a história do Brasil. Fiquei encantada com as paisagens e virei fã do vinho produzido nas vinícolas locais”, afirma.

No âmbito dos atrativos naturais, o roteiro oferece visitas à Praia do Cassino - conhecida como uma das maiores do mundo e destinada à prática de esportes náuticos -, à Lagoa dos Patos e aos campos de canola que, unidos à vegetação típica do Pampas Gaúchos, compõe as paisagens da região. Para os aventureiros, o município de Caçapava do Sul destaca-se como principal destino do passeio por preservar as Minas de Camaquã e a Pedra do Segredo, voltada para a prática de esportes radicais, como o montanhismo.

A realização do roteiro Caminho Farroupilha foi como uma jornada de descoberta para a blogueira paulista Gardênia Rogatto. “Encontrei uma diversidade de atrativos de aventura, história e gastronomia que me surpreendeu muito. A preservação das tradições e costumes no interior do Rio Grande do Sul também me encantou”, conta.

SERVIÇO – No mês de setembro, o roteiro tem como diferencial a realização dos acampamentos Farroupilha. Em Alegrete, estes acampamentos reúnem milhares de cavaleiros e turistas para celebrar o Dia da Revolução e degustar os pratos típicos da região, como o churrasco e a parrillada, que pode ser feita com carne e com frutos do mar. Quem deseja visitar as Minas de Camaquã, as charqueadas e as vinícolas também devem ser agendadas com os proprietários para a realização do passeio.

INVESTIMENTOS – O Ministério do Turismo já investiu R$ 563,6 milhões em obras de desenvolvimento da infraestrutura turística do Rio Grande do Sul, como a revitalização da Orla do Guaíba em Porto Alegre, a pavimentação em algumas rodovias de Camaquã e a implantação de sinalização turística no município de Pelotas.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página