Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Uma paixão nacional em destaque na Casa Brasil
Início do conteúdo da página
Casa Brasil

Uma paixão nacional em destaque na Casa Brasil

Espaço Arte do Café exibe versões especiais da bebida e aproveita a visibilidade da olimpíada para consolidar a imagem do produto

  • Publicado: Segunda, 15 de Agosto de 2016, 10h52
  • Última atualização em Quarta, 17 de Agosto de 2016, 10h30

 
Espaço Arte Café, na Casa Brasil. Foto: Diego Campos


O Brasil é líder mundial em produção e exportação de café e o segundo maior consumidor da bebida, atrás apenas dos Estados Unidos. Para reforçar a imagem do produto como um dos símbolos da identidade nacional, a Casa Brasil, espaço de promoção do Governo Federal no Boulevard Olímpico, tem um espaço de exposição de versões especiais do grão, cultivadas em estados como Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo.

No Espaço Arte do Café, é possível conhecer um pouco mais sobre a história, as origens e os métodos de preparo, além, é claro, de degustar exemplares únicos. Organizada pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês) em parceria com Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Sebrae Nacional, a mostra divulga representantes de localidades como a Serra da Mantiqueira, no Sul de Minas Gerais.


Espaço Arte Café, na Casa Brasil. Foto: Diego Campos

O clima e o relevo favoráveis ao processo de fabricação, aliados à elaboração artesanal, são alguns dos segredos da região, com uma tradição secular - e premiada - de produção que envolve cidades como Carmo de Minas, Conceição das Pedras e Lambari. Outros expoentes são os grãos da região conhecida como Alta Mogiana, que envolve oito cidades também mineiras, como Ibiraci e Itamogi, e 15 paulistas, a exemplo de Altinópolis, Batatais e Buritizal.

 

Os cafés da área do Planalto Baiano, que engloba Chapada Diamantina, Vitória da Conquista e Serrana de Itiruçu/Brejões, são outro atrativo. Na área, várias propriedades realizam a colheita seletiva de grãos maduros, o que favorece a alta qualidade do café do tipo arábica.

A diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, explica que os produtos apresentados são de parceiros e associados da entidade e de pequenos produtores apoiados pelo Sebrae. “Realizamos apresentações considerando a diversidade dos grãos, explicando os produtos referentes a cada uma das regiões”, detalha.

A BSCA prevê que o Brasil produzirá até 8 milhões de sacas de 60 kg de cafés especiais neste ano, o equivalente a 35,5% da demanda mundial projetada pela Organização Internacional do Café (OIC). O principal mercado dos cafés especiais brasileiros são os Estados Unidos, além de Japão, Coreia do Sul e Austrália.


Plantação de café no Paraná. Crédito: Associação Rota do Café do Norte do Paraná

TURISMO E CAFÉ NO PARANÁ - A região norte do Paraná reúne atrativos que permitem conhecer um pouco mais da história da bebida. Ex-sede de uma das maiores produções mundiais do grão no início do século XX, o percurso envolve oito cidades, como Londrina, Cambé e Rolândia.

No passeio pela Rota do Café, o visitante acompanha o processo desde a seleção dos grãos até a elaboração e o consumo da bebida, em fazendas históricas e chácaras da agricultura familiar. A região concentra ainda cafeterias e restaurantes, além de pousadas rurais e museus sobre o grão.

Em 2011, a rota alcançou o 1° lugar na premiação de casos de sucesso na implementação do Programa de Regionalização do Turismo do Ministério do Turismo, na categoria ‘Roteiro Turístico’.

SERVIÇO - O Espaço Arte do Café pode ser visitado até 18 de setembro na Casa Brasil, nos seguintes horários e datas:


- 06 a 21 de agosto: de 10h às 20h

- 22 de agosto a 06 de setembro: de 14h às 20h

- 07 a 18 de setembro: de 10h e 20h00

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página