Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Editoriais > Olimpíada > São João e buchada de bode na rota da tocha
Início do conteúdo da página
Olimpíada

São João e buchada de bode na rota da tocha

Publicado: Sexta, 18 de Março de 2016, 12h18 | Última atualização em Segunda, 21 de Março de 2016, 18h15

Revezamento da chama olímpica passará por sete cidades da Paraíba

Por Gustavo Henrique Braga


Litoral de João Pessoa (PB) Foto: Embratur

Durante três dias a chama olímpica irá percorrer sete cidades paraibanas e pernoitará em duas delas. Na ocasião, o espírito esportivo da maior competição do planeta tomará algumas das mais belas paisagens do país, como as praias da capital João Pessoa e a Ponta do Seixas, que marca o ponto mais oriental das Américas.

Durante o revezamento os moradores da região terão a oportunidade de divulgar a riqueza cultural do estado, que inclui o forró do “maior São João do Brasil” em Campina Grande e a culinária típica de pratos como a buchada de bode e da carne de sol. A tocha também percorrerá locais que ajudam a contar a história dos tempos das grandes plantações de cana de açúcar em municípios como Mamanguape, que guarda acervo histórico e arquitetônico da produção açucareira, e Sapé, onde até hoje as plantações de cana movimentam a economia local. 

A religiosidade do nordestino também ficará em evidência, quando a tocha passar pelo município de Guabira. Ali está localizado o Santuário de Frei Damião, projeto arquitetônico que integra museu e a terceira estátua mais alta do Brasil e ponto de peregrinação de milhares de romeiros. A fé também atrai turistas à Igreja da Matriz, uma das principais atrações de Pedras de Fogo, localizado na divisa com Pernambuco. Já a cidade de Itabaiana é a terra do músico Severino Dias de Oliveira, o Sivuca, que com seu acordeon tornou-se um dos grandes nomes da música brasileira.

Para ajudar na preservação e na exploração sustentável do turismo nos destinos paraibanos, o Ministério do Turismo apoiou nos últimos anos projetos que somam mais de R$ 412 milhões. Exemplos disso são a construção da Casa do Artesão em Campina Grande, a implantação de centros de informação turística e a revitalização da orla do calçadão da praia de Tambaú, em João Pessoa.

NA TRILHA – Brasília, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas e a tocha chega dia 2 de junho em Pedras de Fogo. Neste mesmo dia, passa pelas cidades de Itabaiana e Campina Grande, onde pernoitará. Dia 3, a chama segue para Guabira e Sapé antes de pernoitar em João Pessoa. Dia 4 a tocha passa por Mamanguape e, depois, segue para o Rio Grande do Norte.

Confira alguns atrativos das cidades da Paraíba onde a tocha irá pernoitar:

Campina Grande


Campina Grande (PB). Foto: Embratur

Por trás do clima árido do agreste existe um povo aguerrido e alegre, de cultura exuberante, sabores e saberes inigualáveis. Campina Grande é a segunda maior cidade da Paraíba e a terra da maior festa de São João do país, celebrada todos os anos durante em junho com quadrilha, forró e muita alegria, no parque do Povo. A comemoração atrai visitantes de vários lugares do país e do mundo. Campina Grande também oferece o Museu Assis Chateaubriand, com telas de Anita Malfati e Cândido Portinari. O Museu do Algodão, produto que impulsionou o desenvolvimento da região, tem espaço na antiga estação ferroviária.

João Pessoa

Prédios baixos ao longo da orla dão à cidade um clima simpático e agradável. As praias do Bessa, Cabo Branco, Tambaú e Manaíra são as mais badaladas. Experimente o pôr do sol na Praia do Jacaré sobre o Rio Paraíba, ao som do Bolero de Ravel. Visite também o Centro Cultural São Francisco; a Estação Cabo Branco de Ciência, Cultura e Artes, projetado por Oscar Niemeyer; e a Ponta do Seixas, ponto mais oriental das Américas. Para compras, as pedidas são a Feirinha de Artesanato de Tambaú e o Mercado de Artesanato Paraibano. Em João Pessoa, duas comidas típicas são a buchada de bode e a carne de sol.

Ouça áudio / download (mp3) em que o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, frisa a importância do revezamento da Tocha para a divulgação de atrativos.

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página