Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Intenção de viajar sozinha cresce pelo 4º ano consecutivo
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Intenção de viajar sozinha cresce pelo 4º ano consecutivo

Estudo feito pelo Ministério do Turismo revelou que 17% das mulheres devem viajar sozinhas nos próximos seis meses, índice maior do que entre o sexo masculino

  • Publicado: Terça, 08 de Março de 2016, 16h57
  • Última atualização em Quinta, 10 de Março de 2016, 14h25

Por Carolina Valadares

Sozinhas, acompanhadas da família ou amigos, as viajantes não perdem a oportunidade de desbravar destinos e se jogar em novas aventuras.  No Dia Internacional da Mulher, celebrado neste 8 de Março, a Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, do Ministério do Turismo,  mostra que, entre as entrevistadas em fevereiro, 17%  afirmaram que pretendem fazer as próximas viagens  sozinhas, número superior  ao verificado entre os homens, de 13,5%.

As belezas brasileiras devem atrair 62% das turistas, sendo que 71% delas deverão investir em viagens interestaduais. O avião é o meio de transporte preferido das viajantes, devendo ser a escolha para 64,6% das entrevistadas. Seguido pelo carro 20,9% e pelo ônibus 7,2%.  Na hora de definir a forma de hospedagem, a maioria – 56,1% – deve optar por hotéis e pousadas, seguido da preferência pela cada de parentes e/ou amigos, 30%.

“As mulheres são figura central no desenvolvimento e fortalecimento do turismo, além de participarem ativamente da construção diária do nosso País. É preciso garantir que a mulher viaje cada vez mais,  seja acompanhada ou sozinha”, afirmou o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

REDES SOCIAIS – Para celebrar a data, as redes sociais do Ministério do Turismo entraram em contato com cinco blogueiras de viagens para que indicassem roteiros pelo Brasil. Confira algumas das dicas:


Chapada dos Veadeiros (GO). Foto: Embratur

A advogada Fabiane Gama do Blog Loucos por Viagem indica a Chapada dos Veadeiros para uma viagem. “É um dos destinos mais bonitos do Brasil. Há muitas opções de trilhas e cachoeiras e algumas não podem ficar de fora do roteiro como a cachoeira das Loquinhas, Santa Bárbara e Cataratas dos Couros”, recomenda Fabiane que já foi três vezes para o local. Segundo ela, uma diferença entre os homens e as mulheres na hora das viagens é o planejamento. “Mulher costuma pesquisar mais e ter paciência para fazer os roteiros”.


Chapada da Mesas (MA). Foto: Blog Territórios

A publicitária Roberta Martins do Blog Territórios, recomenda a Chapada das Mesas (em Carolina, no Maranhão). “A minha melhor lembrança de lá inclui banho de cachoeira, trilha em caverna e voo das andorinhas. Tudo ao mesmo tempo em instantes mágicos”. Em suas viagens Roberta costuma ir com amigos, a família ou sozinha.  Sobre a diferença entre homens e mulheres na hora de fazer viagens ela conta: “As viagens são programadas por mulheres e não por homens, as mulheres dão mais detalhes, têm  mais cuidado na hora de viajar”. 


Trancoso (BA). Foto: Embratur

Guta Cunha, do Vambora, sugere o Sul da Bahia com os destinos de Trancoso e Caraíva. “Uma das praias mais bonitas do Brasil: só por isso já valeria a pena ir conhecer a Praia do Espelho, um paraíso escondido entre Trancoso e Caraíva”, elogia.


Rio de Janeiro. Foto: Embratur.

Para Nanda Hudson e a Gaia Vani, do blog Mala de Aventuras, o Rio de Janeiro é uma opção. "Se você gosta de aventura, pode ver a cidade maravilhosa por um outro ângulo: lá do alto! É só explorar as inúmeras trilhas da região. Ver o nascer do sol na Pedra Bonita, encarar as três horas de subida da Pedra da Gávea, observar as Praias Selvagens do alto da Pedra da Tartaruga são ótimos passeios cheios de adrenalina para fazer com a galera”.


A ponte JK vista do Lago Paranoá. Foto: Blog Nós no Mundo

A brasiliense Anna Bárbara, do Nós no mundo, recomendou a capital do país Brasília que vai muito além da política para quem quer conhecer. “Sou daqui e gostaria que todos vissem que Brasília é muito mais do que a efervescência do Congresso Nacional. Brasília não tem praia e mesmo assim, dá para improvisar. No Lago Paranoá, é possível nadar, velejar e praticar diversos esportes aquáticos. Tem até surf no lago!”, conta.  


registrado em:
Fim do conteúdo da página