Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Agências de viagem confirmam alta na procura por destinos nacionais
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Agências de viagem confirmam alta na procura por destinos nacionais

Saiba por que o mercado doméstico tem gerado novas possibilidades para o turismo brasileiro

  • Publicado: Terça, 20 de Outubro de 2015, 18h02
  • Última atualização em Quarta, 21 de Outubro de 2015, 14h07

Carolina Valadares

Agências confirmam aumento da procura pelo Brasil. Terceira ponte em Vitória (ES). Crédito: Plinio Bordin
Agências confirmam aumento da procura pelo Brasil. Dunas em Natal (RN). Crédito: Ricardo Rollo
 

Com o dólar em alta, os destinos nacionais têm atraído cada vez mais brasileiros para o próprio país, como mostram as agências de viagem físicas e online. As cidades de Porto Seguro, Fortaleza, Maceió, Natal, Salvador, João Pessoa e Recife estão entre os destinos mais procurados pelos viajantes, de acordo com a maior agência de viagem do Brasil. Segundo a empresa, o aumento nas vendas de pacotes nacionais passou de 60% para 65% no primeiro semestre deste ano. E as reservas aumentaram em 12,1% no mesmo período.

“Temos a chance de revelar nosso potencial para os nossos maiores consumidores: os turistas brasileiros”, disse o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. “São tantas as possibilidades que não faltarão opções aos nossos viajantes”, disse.

O mundo virtual segue a mesma tendência. A procura por pacotes nacionais aumentou 45%; já as internacionais caíram 18%, segundo a agência de viagens online que mais comercializa hospedagens pela internet no Brasil, com mais de nove milhões de diárias vendidas desde que começou a operar, em 2011.  

Os dados de mercado estão em sintonia com o que revela uma pesquisa feita em setembro pelo Ministério do Turismo, que mede a intenção de viagem do brasileiro pelos próximos seis meses.  Entre os turistas que se mostraram dispostos a arrumar as malas, 77% afirmou que deve fazê-lo por destinos nacionais e apenas 18% por destinos internacionais. A região preferida é o Nordeste, com 39% da preferência; seguida pelo Sudeste, com 30%. 

Para viajar nas férias de fim de ano sem queimar as reservas, no entanto, é preciso planejar. As compras antecipadas de passagens, de reservas de hotéis e de serviços turísticos costumam render uma boa economia, como mostra o Guia do Planejador de Viagens, elaborado pelo Ministério do Turismo nas redes sociais.

A nutricionista Simone Rocha, de Brasília, por exemplo, planeja uma viagem de carro para Florianópolis em fevereiro, com o marido e as filhas, e uma de avião, ainda sem destino e data definidos. Para economizar, vai hospedar-se em um camping na capital catarinense. “Normalmente viajamos uma vez de carro para evitar gastar muito e fazemos uma segunda viagem  de avião”, diz Simone.

 

Ouça áudio / download (mp3) no qual o ministro Henrique Eduardo Alves ressalta o potencial de crescimento do turismo interno e defende a valorização do ramo.

 

Leia também:

Intenção de viajar de ônibus cresce pelo Brasil

< ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS


 

registrado em:
Fim do conteúdo da página