Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Vai Brasil realiza treinamentos pelo país em fevereiro
Início do conteúdo da página

Vai Brasil realiza treinamentos pelo país em fevereiro

Ação pretende apresentar as funcionalidades do site do programa aos parceiros e operadores cadastrados
  • Publicado: Terça, 02 de Fevereiro de 2010, 09h07
  • Última atualização em Terça, 02 de Fevereiro de 2010, 10h02

A equipe do “Vai Brasil”, projeto do Ministério do Turismo (MTur) em parceria com a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e a Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav), realiza, em fevereiro, uma série de treinamentos em cada macrorregião do país. O objetivo é apresentar aos parceiros e operadores cadastrados as funcionalidades do site do programa. A ferramenta eletrônica é destinada à venda de pacotes turísticos com foco nos períodos de baixa ocupação nos diversos destinos brasileiros.

“Também temos buscado reforçar, junto aos fornecedores, a importância do recadastramento nesta nova fase”, diz o coordenador do projeto Enzo Arns. A atualização é simples e necessária, pois só vende pelo site quem estiver recadastrado”. Para o caso de dúvidas e suporte, os interessados podem enviar e-mail para contato@vaibrasil.com.br.

A nova plataforma de comércio eletrônico disponibiliza, de forma totalmente online, a montagem e reserva de pacotes turísticos de 26 grandes operadoras brasileiras. Isso permite comprar pacotes dinâmicos, onde o usuário tem a liberdade para organizar a viagem de acordo com sua conveniência.
A ferramenta integrada permite a cada elo da cadeia cadastrar seu próprio produto, o que dá mais agilidade e assegura a localização da melhor tarifa. “São tarifas negociadas para um pool de operadoras, e não para uma ou outra empresa, o que gera volume”, diz o coordenador.

Uma das novidades é que toda a transação realizada conta com o acompanhamento de uma agência de viagem como forma de garantir a segurança da compra e entrega do produto. Para isso, a agência é comissionada em até 10%, valor superior a de vários produtos com que o agente trabalha hoje no mercado.
 

registrado em:
Fim do conteúdo da página