Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > MTUR e MMA discutem ações para turismo no Parque Nacional de Ubajara
Início do conteúdo da página
PARCERIA

MTUR e MMA discutem ações para turismo no Parque Nacional de Ubajara

Localizado no Ceará, o parque deve ser submetido a estudo de viabilidade para receber investimentos público-privados

  • Publicado: Quarta, 28 de Outubro de 2020, 13h24
  • Última atualização em Quarta, 28 de Outubro de 2020, 21h00

Por Amanda Costa

28.10.2020 - Foto Parque Ubajara.jpg

Com 61 anos, o Parque Nacional de Ubajara conta com trilhas, mirantes, grutas e cachoeiras. Crédito: Divulgação/ICMBio

Para alavancar, de forma sustentável, as visitações ao Parque Nacional de Ubajara, no Ceará, o Ministério do Turismo custeará estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental que possibilitarão que o atrativo receba investimentos por meio de parceria público-privada. A proposta foi discutida, neste mês, em Fortaleza (CE), entre representantes do MTur e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), além de gestores do parque e da comunidade local.

Com 61 anos de existência, o parque corta três municípios cearenses: Ubajara, Tianguá e Frecheirinha. A região conta com trilhas, mirantes, grutas e cachoeiras e reúne ecossistemas diferentes, desde mata úmida e verdejante a mata seca, com trechos de caatinga. Trata-se de uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral, administrada pelo ICMBio, autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A concessão de parques à iniciativa privada é um modelo aplicado em vários países do mundo aliando conservação e viabilidade econômica. No Brasil, as discussões em torno do tema são feitas, de forma conjunta, entre os ministérios do Meio Ambiente e do Turismo. Inclusive, a expectativa é de que o turismo de natureza e viagens regionais sejam fortes condutores do processo de retomada do turismo no país, após os impactos da pandemia de Covid-19.

Desta forma, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, tem defendido o modelo de concessão para o desenvolvimento de parques. Nestes casos, os atrativos continuam sendo públicos, mas passam a ser administrado, durante um período pré-determinado, por empreendedores privados, gerando economicidade aos cofres públicos.

“É concedida uma autorização para que a iniciativa privada possa administrá-los. Mas, para isso, precisa atender a uma série de requisitos e normas focadas na conservação do parque. Caso não sejam atendidas, podemos reaver a concessão”, explicou o ministro.

Na última quarta-feira (21.10), o secretário Nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo, Lucas Fiuza, esteve reunido com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para tratar da agenda de concessões de parques. A ideia é possibilitar melhorias nas estruturas existentes, aumentar o fluxo turístico, além de gerar mais emprego e renda para a comunidade local.

PARQUE DE UBAJARA - O Parque Nacional de Ubajara possui uma área de 6 mil hectares e funciona de terça a domingo, das 8h às 17h. Os atrativos vão desde trilhas, inclusive de bike, a roteiros histórico-culturais e a visita à Gruta de Ubajara – até 2015 acessada por um bondinho, que está interditado para obras de modernização. Os passeios ecológicos são acompanhados por guias para garantir a segurança dos visitantes, além de enriquecer a experiência através de informações sobre o ambiente natural e cultural.

“O parque é de uma beleza ímpar. Queremos impulsionar o número de visitantes, que podem interagir com a natureza ao percorrer trilhas e conhecer o processo de conservação da região, mantendo a proteção dos ecossistemas naturais”, destacou Lucas Fiuza.

Edição: Lívia Nascimento

agencia noticiais MTUR.jpeg

Fim do conteúdo da página