Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Data destaca conquistas e o desejo de conhecer novos destinos brasileiros
Início do conteúdo da página
DIA NACIONAL DO ATLETA PARALÍMPICO

Data destaca conquistas e o desejo de conhecer novos destinos brasileiros

Desportistas nacionais comemoram a data especial que dá sequência às comemorações ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

  • Publicado: Terça, 22 de Setembro de 2020, 10h41
  • Última atualização em Quarta, 23 de Setembro de 2020, 14h40

Por Kiara Mila Goulart

O Dia do Atleta Paralímpico foi instituído a partir do decreto de lei nº 12.622, de 8 de maio de 2012, mas começou a ser comemorado dois anos depois, em 2014. Em celebração à data, nossos atletas vão além de títulos, medalhas, conquistas e contam sobre a vontade de aliar as folgas da agenda cheia de treinos com a de conhecer melhor o território nacional e exportar experiências vividas em suas terras natais.

É o caso do maceioense Yohansson Nascimento, detentor de cinco medalhas de atletismo em Jogos Paralímpicos, sendo uma delas a de ouro conquistada em Londres (2012). Pra ele, Alagoas é um estado que todo brasileiro precisa conhecer. “Quero dar uma dica muito boa: as praias de São Miguel dos Milagres, as de Maragogi e se você tiver um tempinho, conheça o interior de Alagoas e os cânions do Rio São Francisco. Tenho certeza que vai gostar bastante”, garantiu.

A mesatenista catarinense Danielle Rauen, medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, e atleta brasileira garantida nos Jogos Olímpicos de Tókio do ano que vem, tem na memória com muito carinho a viagem que fez ao nordeste com a família. “Viajar com eles é bem difícil por conta da correria da vida e do esporte. Por isso, os momentos que tenho com eles são muito importantes. Natal é incrível, amei conhecer as dunas, o Morro do Careca e são locais que me marcaram bastante. Pretendo voltar outras vezes e quero muito conhecer também a Chapada dos Veadeiros (GO) depois da pandemia, e levar a minha família também”, projetou a atleta.

Nas piscinas, Carol Santiago, conquistou o mundo após colecionar medalhas importantes no ano passado: oito no total – quatro de ouro no Parapan Americano de Lima e outras quatro Mundial de Londres (duas de ouro e duas de prata). Já que água é a sua praia, a pernambucana destaca a de Carneiros (PE) como um destino que merece a visita dos brasileiros. Junto a esse desejo de viajar, a atleta sonha com o sul do nosso país. “A Serra Gaúcha é um lugar que gostaria muito de conhecer”, pontuou. Confira todos os depoimentos na íntegra no vídeo abaixo.

A DATA

O Dia Nacional do Atleta Paralímpico é comemorado no dia seguinte ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (em 21 de setembro), que existe desde 2005, e também tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do desenvolvimento de meios de inclusão das pessoas com deficiência na sociedade.

A escolha da data é uma homenagem à criação do Comitê Paralímpico Internacional (CPI), que foi fundado em 22 de setembro de 1989. Atualmente, o Brasil é uma das nações com maior representatividade a nível de desporto paralímpico, com um time de atletas que são referências internacionais.

WhatsApp Image 2020-09-02 at 15.22.56.jpeg

registrado em:
Fim do conteúdo da página