Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Número de visitantes em unidades de conservação aumenta 20%
Início do conteúdo da página
ECOTURISMO

Número de visitantes em unidades de conservação aumenta 20%

Parques Nacionais da Tijuca e do Iguaçu lideram o ranking dos mais visitados em 2019

  • Publicado: Quarta, 17 de Junho de 2020, 14h56
  • Última atualização em Quinta, 18 de Junho de 2020, 11h20

Por Vanessa Castro, com informações do ICMBio

infográfico_dividido_parte_2.jpg

O Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, lidera ranking. Fonte: ICMBio

Um levantamento realizado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) mostra que o ecoturismo está cada vez mais presente na lista dos destinos preferidos dos turistas. Em 2019, as 137 Unidades de Conservação (UCs) federais receberam 15.335.272 visitas, um aumento de 20,4% em relação a 2018 (12.389.393). 

Quem lidera o ranking é o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, com quase três milhões de visitantes no ano passado, seguido do Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, com mais de dois milhões. A Mata Atlântica foi a escolha da maior parte dos turistas, presente em quatro das dez unidades mais visitadas, o que representa 67% da visitação total. 

A categoria “Parque Nacional” permanece no topo, mas "Áreas de Proteção Ambiental", "Monumentos Naturais" e "Reservas Extrativistas" vêm ganhando destaque e representam parcela importante do total de visitas. 

ECOTURISMO - Além de contribuir para a conservação da natureza e para a sensibilização da sociedade em relação ao meio ambiente, o ecoturismo também impulsiona o desenvolvimento da economia nacional com a geração de emprego e renda. Só em 2018, foram gerados cerca de 90 mil empregos, R$ 2,7 bilhões em renda, R$ 3,8 bilhões em valor agregado ao PIB e R$ 1,1 bilhão em impostos.

REABERTURA - Desde o mês de março, as atividades de visitação nos parques nacionais e demais unidades de conservação foram suspensas, mas  o ICMBio autorizou na última semana a reabertura para visitação de alguns parques como, Aparados da Serra e Serra Geral, no Rio Grande do Sul, o de Brasília e o de Foz do Iguaçu (PR). No Rio Grande do Sul e no Paraná, as UCs estão abertas desde a semana passada.

A retomada das atividades nestes locais deverá respeitar as determinações legais estabelecidas pelos governos estaduais e/ou municipais. Entre as medidas essenciais para a reabertura estão o uso de máscara e a disponibilização de álcool 70%, a redução no número de visitantes, distanciamento entre as pessoas.

Edição: Rafael Brais

registrado em:
Assunto(s): turismo , parques nacionais
Fim do conteúdo da página