Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Em carta, representantes do setor agradecem empenho do MTur
Início do conteúdo da página
CORONAVÍRUS

Em carta, representantes do setor agradecem empenho do MTur

Documento cita dedicação do ministro Marcelo Álvaro Antônio para enfrentar os impactos da pandemia de coronavírus

  • Publicado: Quinta, 02 de Abril de 2020, 11h23
  • Última atualização em Terça, 07 de Abril de 2020, 10h00

Por Rafael Brais

020420 - oficio trade.jpg

Ofício conjunto cita o empenho do ministro Marcelo Álvaro Antônio e da equipe do MTur. Crédito: reprodução

Representantes da hotelaria e de parques temáticos enviaram ao Ministério do Turismo, nesta quarta-feira (01.04), um ofício conjunto para agradecer o empenho do ministro Marcelo Álvaro Antônio e da equipe do MTur no enfrentamento dos impactos da pandemia de coronavírus no setor. O documento cita também a atuação do secretário executivo Daniel Nepomuceno na interlocução com o trade. Desde os primeiros casos de COVID-19 registrados no Brasil, o Ministério do Turismo tem atuado fortemente para atender as demandas do setor e amenizar os efeitos causados.

O ofício é assinado por Sérgio Souza, presidente da Resorts Brasil (Associação Brasileira de Resorts); Manoel Cardoso Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH); Orlando de Souza, presidente executivo do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB); Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA); Murilo Pascoal, presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat); Vanessa Costa, presidente da Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil (Adibra); Toni Sando, presidente da União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos (Unedestinos); e Simone Scorsato, diretora executiva da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA).

Na mensagem, as entidades destacam o trabalho do ministro Álvaro Antônio e citam que “nós não temos palavras para agradecer todos os esforços empreendidos por Vossa Excelência nessa empreitada”. Os representantes dos segmentos também ressaltaram a importância da união nesse momento. “Gostaríamos de saudá-lo conjuntamente, parabenizá-lo pela grandiosa atuação, sobretudo, pela competentíssima equipe. Agradecemos, em especial, a brilhante e irretratável atuação do secretário executivo, Daniel Nepomuceno. Para nós, hoje, fica claro que unidos poderemos enfrentar qualquer desafio e ultrapassar qualquer obstáculo”, traz o documento.

Por fim, o texto exalta algumas das ações adotadas pelo Ministério do Turismo e reforçam que o setor seguirá forte, especialmente com a ajuda recebida. “A edição das Medidas Provisórias que tratam das relações trabalhistas e do diferimento de tributos dará o ânimo necessário para permanecermos firmes em nossas batalhas diárias e nos dá a certeza de que temos um guerreiro ao nosso lado.”

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, agradeceu a carta dos representantes do setor e lembrou que o Brasil e o mundo vivem um cenário de crise sem precedentes. “Por esse motivo temos trabalhado em todas as frentes possíveis para garantir a sobrevivência do setor e assegurar condições para que, em breve, ele volte a crescer”, comentou. Para ele, o principal objetivo do Ministério do Turismo é assegurar a manutenção de empregos no setor e garantir sua sobrevivência. “Para isso, estamos em permanente contato com representantes do trade turístico para orientar a adoção de medidas que ajudem o nosso segmento a superar este momento”, concluiu.

AÇÕES - Após várias videoconferências, reuniões e análises das possibilidades institucionais de ação, o Ministério do Turismo propôs uma série de medidas para o setor, como a Medida Provisória que possibilita que as empresas flexibilizem salários e a jornada de trabalho com objetivo de evitar demissões no setor. O MTur lançou também linhas de crédito (Fungetur) com novas regras para facilitar o acesso a crédito de micro, pequenas, médias e grandes empresas do setor e acelerou a liberação de R$ 381 milhões para novos financiamentos. Outra Medida Provisória, apresentada junto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, foca em regras sobre cancelamentos e remarcações em diversas categorias do setor turístico e cultural.

O processo de repatriação também tem sido uma ação do Ministério do Turismo, que atua em parceria com Embratur, Ministério das Relações Exteriores, Agência Nacional de Aviação Civil e Ministério da Justiça e Segurança Pública. O MTur trabalha ainda com a campanha 'Não cancele, Remarque!’, com o intuito de incentivar o adiamento de viagens, pacotes e serviços do setor turístico. O objetivo é apoiar a remarcação, que garante a manutenção de milhares de empregos no país.

Edição: Cecília Melo

registrado em:
Fim do conteúdo da página