Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > OMT e OMS: desafio de startups contra impactos do coronavírus
Início do conteúdo da página
SOLUÇÕES PARA O TURISMO

OMT e OMS: desafio de startups contra impactos do coronavírus

Objetivo é estimular soluções para o turismo por meio de medidas de saúde, economia e gerenciamento de destinos

  • Publicado: Sexta, 27 de Março de 2020, 11h27
  • Última atualização em Domingo, 29 de Março de 2020, 10h22

Por Rafael Brais

 Captura de Tela 2020-03-27 às 11.24.34.jpg

A Organização Mundial do Turismo (OMT) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançaram nesta quarta-feira (25.03) a Healing Solutions For Turismo Challenge, um desafio global para startups e empreendedores do turismo. A missão é buscar soluções para diminuir os impactos da pandemia de coronavírus no setor, por meio de tecnologia e iniciativas inovadoras para o desenvolvimento sustentável em uma situação de crise.

Para reforçar a importância do Turismo no mundo, a OMT publicou no site da competição números importantes do setor. Em 2019, 1 em cada 10 empregos em todo mundo foi no Turismo. Ainda no ano passado, o Turismo teve 4% de crescimento e foi responsável por 7% das exportações mundiais. O setor, também em 2019, atingiu 1,5 bilhão de chegadas de turistas em todo o mundo.

A competição é aberta para startups, empreendedores de todo o mundo que tenham estratégias prontas para diminuir os impactos da pandemia de Covid-19 no turismo. Poderão ser inscritos métodos, processos, estruturas de governança, iniciativas de impactos sociais, aplicação de tecnologias e outras formas de inovação. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de abril pelo site https://www.unwto.org/healing-solutions-tourism-challenge.

O desafio global está dividido em 3 categorias:
- Pessoas: soluções em medidas de segurança, métodos de higienização, detecção precoce de gargalos. Essa categoria vai beneficiar turistas, funcionários, agências, operadores do setor.
- Prosperidade: Aplicativos digitais para turismo, economia, gerenciamento de receita, recuperação de demanda, investimentos.
- Destinos: Técnicas para recuperação de destinos, comunicação e gerenciamento de crises, mobilidade, recuperação da “marca"de destinos, resgate da confiança em viagens.

Os participantes devem seguir os seguintes critérios para a inscrição de suas iniciativas:
- Ser inovador por natureza e fornecer soluções de valor agregado;
- Ter um projeto piloto e um plano de negócios validado;
- Ter passado por um programa de aceleração;
- Ter potencial para ser aplicado em diversos países.

O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, destacou que o envolvimento mundial nesses momentos é fundamental para o enfrentamento desses tipos de questões. “Estou profundamente convencido de que não há outra maneira de lidar com os desafios globais, a não ser com as respostas globais”.

Os finalistas do Healing Solutions For Turismo Challenge serão premiados com a publicação da iniciativa em um livreto digital que será distribuídos por mais de 150 ministros e, também, para os melhores fornecedores para a recuperação do setor; apresentação da iniciativa para países; conexão com a Rede de Inovação da OMT, que possibilita acesso a mais de 5 mil startups do turismo, 930 empresas, 300 instituições públicas, 50 entidades de ensinos, 30 incubadoras e 200 investidores.

Para Zurab Pololikashvili, secretário-secretário-geral da OMT, a pandemia mundial de coronavírus é um desafio que deve ser enfrentado por todos, juntos. "Nossa resposta deve ser calma, consistente e coletiva. O turismo já estará lá para ajudar pessoas e comunidades a se recuperarem desse revés”.

Edição: Vagner Vargas

registrado em:
Assunto(s): Turismo , startup , inovação
Fim do conteúdo da página