Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Ações de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo marcaram o ano de 2019
Início do conteúdo da página
RETROSPECTIVA 2019

Ações de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo marcaram o ano de 2019

Crescimento nos registros do Cadastur, Investe Turismo e qualificação foram alguns dos projetos que se destacaram neste ano

  • Publicado: Segunda, 16 de Dezembro de 2019, 17h27
  • Última atualização em Quarta, 18 de Dezembro de 2019, 12h21

Por Victor Maciel

17_12_19_sntur.jpeg

Mais registros no Cadastur, mais alunos capacitados em turismo, mais estratégias de promoção e fomento da gastronomia brasileira e mais ações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no setor. Essas foram apenas algumas das conquistas obtidas em 2019 pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo (SNDTur), do Ministério do Turismo. A pasta é a responsável por apoiar a formalização e qualificação de profissionais e prestadores de serviços, incentivar o turismo responsável e promover a comercialização dos produtos turísticos no país.

Entre os principais avanços está o aumento expressivo no número de cadastros do Cadastur. O sistema, que regulamenta os profissionais que atuam no setor, chegou a quase 100 mil inscritos, com o esforço das equipes técnicas da secretaria. Ainda no âmbito do programa, foi elaborado junto ao Arquivo Nacional, um plano de descarte de documentos que eram utilizados. Além disso, em 2019, mais de 10 mil crachás foram emitidos para guias de turismo e o Barco-Hotel foi incluído no sistema, dando mais segurança para os turistas que utilizam os serviços desses prestadores. 

Um dos grandes marcos deste ano, o programa Investe Turismo movimentou os gestores e trade de todo o país. De junho até o fim de novembro, foram realizados 27 seminários, com mais de quatro mil participantes. A iniciativa beneficiará 158 municípios brasileiros com um amplo pacote de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, melhoria de serviços, inovação e marketing, voltados para o setor do turismo.

A gastronomia, também, registrou importantes avanços neste primeiro ano de gestão do novo governo. A começar pela criação do primeiro Programa Nacional de Gastronomia, parceria entre o Ministério do Turismo, a Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Sebrae. O projeto identificará potencialidades para consolidar o Brasil como um dos principais atrativos turísticos do gênero no mundo. O objetivo é buscar uma transformação no turismo gastronômico do Brasil.

Quando o assunto é qualificação, os cursos de “Atendimento ao Turista” e “Gestor de Turismo”, ofertados pela secretaria, alcançaram a marca de 22 mil inscritos. Por meio do Pronatec Turismo, foram monitorados 7.605 alunos em cursos do setor, e uma escola-modelo está sendo implantada em Foz do Iguaçu (PR) para preparar uma mão de obra qualificada para o país. Os técnicos ainda iniciaram uma revisão da Política Nacional de Qualificação no Turismo (PNQT).

O ano ainda foi marcado pela publicação do Código de Conduta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo. O documento é fruto de uma portaria interministerial com o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Outra parceria, agora com o Conselho Nacional do Turismo (CNT), resultou no lançamento das Diretrizes para o Desenvolvimento do Turismo Social no Brasil. O segmento propõe o desenvolvimento dos destinos de forma responsável, inclusiva, solidária e cidadã.

Edição: Cecília Melo 

Fim do conteúdo da página