Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Macapá (AP) receberá ações do MTur para aprimoramento turístico na cidade
Início do conteúdo da página
INVESTE TURISMO

Macapá (AP) receberá ações do MTur para aprimoramento turístico na cidade

Com programa Investe Turismo, capital contará com investimentos que irão aumentar a competividade e a qualidade do turismo local

  • Publicado: Segunda, 25 de Novembro de 2019, 20h20
  • Última atualização em Segunda, 25 de Novembro de 2019, 20h21

Por Victor Maciel 

WhatsApp Image 2019-11-25 at 10.11.25.jpg

O secretário nacional Aluizer Malab destacou programa Investe Turismo. Crédito: Victor Maciel/MTur

O Investe Turismo chegou ao centro do mundo, mais precisamente em Macapá (AP). A capital amapaense recebeu, nesta segunda-feira (25.11), o 25º seminário itinerante do programa desenvolvido pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Embratur e o Sebrae. A iniciativa será responsável por aumentar a qualidade e a competitividade do turismo da região, com foco na geração de emprego e renda. Ao todo, 30 rotas em todo o país serão contempladas com um total de R$ 200 milhões que serão utilizados em ações de marketing, atração de investimentos, governança e serviços.

Durante a abertura do evento, o secretário de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, destacou a relevância do programa para o estado e para o Brasil. “Precisamos sair da potencialidade e virar realidade. Nós concentramos muito na promoção de sol e praia, e o Brasil é muito mais que isso”, disse. “Estamos trabalhando intensamente no combate ao custo-Brasil para que possamos viajar. Os brasileiros precisam conhecer melhor esta região”, afirmou.

Para o vice-governador do Amapá, Jaime Nunes, a união de todos os entes do setor de turismo, liderado pelo MTur é que irá promover o segmento no estado. “É através dessa grande união e participação que iremos avançar o turismo no Amapá. Se nós não tivermos horizontes, e se nós não tivermos investimentos, por mais que se tenha comprometimento e desejo de resultado, não conseguiremos algo efetivo”, finalizou.

Entre as belezas da capital amapaense está o Marco Zero do Equador. Um dos principais cartões postais da cidade, o monumento marca o local onde a linha imaginária do Equador, que divide a Terra em Hemisfério Norte e Sul, corta a cidade. Além disso, duas vezes por ano (março e setembro), os moradores e os turistas que passam pela região podem assistir ao fenômeno da natureza chamado equinócio, que é quando os raios do sol incidem diretamente sobre a linha do Equador, fazendo com que o dia e a noite durem o mesmo tempo.

Outro símbolo da cidade que também atrai milhares de turistas brasileiros e estrangeiros é a Fortaleza de São José de Macapá, uma das principais edificações militares existentes no Brasil. Localizada no centro da capital, às margens do Rio Amazonas, foi inaugurada em 1782, durante o império português, com o objetivo de resguardar o extremo norte do país de uma possível invasão europeia por via fluvial.

De acordo com dados do Anuário Estatístico do Ministério do Turismo, o Amapá recebeu, em 2018, 33.383 turistas estrangeiros, que chegaram em sua grande maioria por transportes fluviais. O número foi 31% maior em relação ao ano anterior. Ainda segundo o estudo, os franceses foram os que mais visitaram o local.

INVESTE TURISMO – Lançado em maio deste ano, o programa já passou por quase todos os estados brasileiros levando ações e investimentos que pretendem acelerar o desenvolvimento turístico da região, aumentar a qualidade dos serviços, incentivando a competitividade e a estimulando a geração empregos no setor.

Essas medidas estão organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança, por meio de uma agenda estratégica entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização, por meio de campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos; além da atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

Edição: Rafael Brais

registrado em:
Assunto(s): turismo , investe turismo , Amapá
Fim do conteúdo da página