Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Dia do Hoteleiro: Há 39 anos, data homenageia profissionais do turismo
Início do conteúdo da página
DIA DO HOTELEIRO

Dia do Hoteleiro: Há 39 anos, data homenageia profissionais do turismo

Setor de hotelaria é o quarto em geração de emprego, segundo pesquisa

  • Publicado: Sábado, 09 de Novembro de 2019, 11h31
  • Última atualização em Segunda, 18 de Novembro de 2019, 13h34

Por Vanessa Castro, com informações da ABIH

09_11_19_hotel.jpg

Dia do Hoteleiro homenageia profissionais de hospitalidade do turismo. Crédito: Divulgação.

Comemorado neste sábado (09), o Dia do Hoteleiro é lembrado há 39 anos e celebra o profissional responsável por atender e cuidar dos turistas. Gerentes, administradores e proprietários fazem parte da equipe dos mais diversos estabelecimentos como hotéis, resorts, pousadas e albergues que se preocupam em fazer da estada dos visitantes uma experiência única e memorável.

A indústria hoteleira tornou-se um dos mais sólidos segmentos do turismo brasileiro. A rápida geração de emprego e renda é uma das caraterísticas do ramo que reúne, em um mesmo ambiente, profissionais de hospedagem, lazer, recreação e de alimentos e bebidas, entre outros. A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), criada durante o 1º congresso da categoria realizado em 1936, no Rio de Janeiro, afirma que o ramo impacta 52 atividades econômicas nas áreas de comércio, serviços e indústria.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, frisou que os profissionais de hotelaria também contribuem para o bom momento do setor. Atualmente, 13.997 estabelecimentos de meio de hospedagem estão cadastrados no Cadastro Nacional de Turismo (Cadastur). “Nossa hospitalidade é aprovada por 98% dos turistas que nos visitam, muito por conta de profissionais que cuidam dos visitantes e mostram o melhor dos estabelecimentos e dos destinos. Parabenizo esta profissão que eleva o patamar da qualidade do serviço turístico no nosso país”, destacou.

Pesquisas realizadas pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), em parceria com a FGV-Celog (Centro de Excelência em Logística e Supply Chain da Fundação Getúlio Vargas), mostram que a hotelaria é um dos setores que mais movimentam a economia brasileira. Na geração de empregos, por exemplo, é a quarta atividade que mais contrata. O nosso país supera países desenvolvidos, como os Estados Unidos da América. Enquanto o ramo de hotéis o Brasil gera cerca de 25 empregos a cada R$1 milhão de demanda, os Estados Unidos geram 15.

No que tange à injeção de recursos na economia, a receita operacional líquida do setor atingiu R$ 22,2 bilhões em 2015. Em relação aos serviços produzidos pela hotelaria, 55,5% atendem a atividades empresariais. Outros 22,5% são provenientes de receita com visitantes estrangeiros, enquanto 22% vêm da venda às famílias.

O presidente da ABIH, Manoel Linhares, destacou a atuação do Ministério do Turismo na criação de um cenário favorável para a indústria de turismo brasileiro, como a conquista da vaga no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT) e a definição da sede do próximo Dia Mundial do Turismo, em 2020, que será realizado no Brasil.

“Esses, entre outros dados, nos levam a um otimismo justificado e não é à toa que, para 2020, os empreendedores do setor de hotéis já confirmaram que estão com planos de investimentos em várias cidades, onde haverá aumento de unidades habitacionais, a otimização de novos mercados e consumidores e, consequentemente, a criação de mais postos de trabalho”, ressaltou Linhares.

Uma pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo com empresários de hotéis do país revela confiança quando o assunto é investir e criar empregos no setor. Isso porque dois em cada três deles (65,9%) planejam melhorias em seus estabelecimentos no segundo semestre de 2019. A intenção é 21,1% maior do que a verificada quanto ao mesmo período do ano passado, quando 54,4% se posicionaram positivamente.

A perspectiva também é positiva para a contratação de profissionais: 22,7% dos empreendedores afirmam que pretendem empregar novos funcionários até o final do ano, já que 39,8% deles acreditam que haverá aumento na demanda por serviços ofertados. Além disso, o estudo aponta que 42,8% dos empresários esperam alta de faturamento dos negócios no período.

Edição: Rafael Brais

registrado em:
Assunto(s): Hoteleiro , Hotelaria , Turismo
Fim do conteúdo da página