Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Investe Turismo leva ações de desenvolvimento aos maranhenses
Início do conteúdo da página
INVESTE TURISMO

Investe Turismo leva ações de desenvolvimento aos maranhenses

Seis municípios do estado são beneficiados pelo programa que visa desenvolver o setor turístico

  • Publicado: Quinta, 15 de Agosto de 2019, 14h11
  • Última atualização em Quinta, 15 de Agosto de 2019, 19h48

Por Victor Alves

15 08 19 investe maranhao
Secretário Aluizer Malab apresentou o programa em evento realizado em São Luís. Crédito: Setur/MA

A terra do reggae e do bumba meu boi recebeu nesta quinta-feira (15/08) o 15º seminário itinerante do programa Investe Turismo, que está percorrendo todo o Brasil com o objetivo de apresentar as ações que impulsionarão o setor no país. No Maranhão, a iniciativa contempla a capital, São Luís, e os municípios de Barreirinhas, Tutóia, Araioses, Santo Amaro do Maranhão e Paulino Neves. Ao todo, 30 rotas em todo o país serão contempladas com investimentos na ordem de R$ 200 milhões.

Na abertura do seminário, o secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Ministério do Turismo, Aluizer Malab, destacou que esta é apenas a primeira etapa do programa e que outros municípios poderão ser beneficiados. “O Investe Turismo não tem nada em detrimento a determinadas cidades. Historicamente o Brasil tentou avançar com quase 6 mil municípios e não deu certo. A principio serão 158, mas outros ainda virão”, destacou Malab.

Ainda em sua fala, o secretário celebrou o bom momento que o setor vive no país. “Esse governo está envolvido e empenhado com o Brasil. Então, a gente tem que comemorar. Vivemos historicamente programas interrompidos por trocas de gestões e não podemos deixar isso acontecer mais”, acrescentou.

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, citou que o programa vem para qualificar os destinos maranhenses e destacou a importância dos parceiros. “O turista é o maior responsável pela propagação dos municípios. Esta é uma preocupação nossa quando pensamos no setor. Não podemos deixar de dialogar com os agentes do turismo para consertar nossos erros e acertar para que desenvolvamos o turismo”, finalizou.

Para o diretor-superintendente do Sebrae Maranhão, Albertino Barros Filho, o Investe chega para agregar a uma região importante do estado. "Esse programa visa fortalecer uma rota já consolidada, a Rota das Emoções, que tem sido foco de um trabalho intenso do Sebrae nos últimos 14 anos”, afirmou.

O estado do Maranhão conta com o segundo maior litoral brasileiro, com vasta diversidade. São 640 quilômetros de extensão de praias tropicais, floresta amazônica, cerrados, mangues, delta em mar aberto e o único deserto do mundo com milhares de lagoas de águas cristalinas. Essa diversidade está organizada em 10 polos turísticos, cada um com seus atrativos naturais, culturais e arquitetônicos.

INVESTE TURISMO

O programa Investe Turism propõe a união dos setores público e privado para preparar e promover a o serviço turístico da rota maranhense, que tem como ponto forte o turismo de natureza e o ecoturismo. As rotas turísticas estratégicas são o agrupamento da oferta turística de um ou mais municípios, para fins de planejamento, gestão, atração de investimentos e promoção.

Dentre os critérios utilizados para seleção das rotas estão: a participação de municípios incluídos no Mapa Brasileiro do Turismo 2018 classificados nas categorias A, B, C ou D; ter destinos já promovidos em âmbito nacional pelo Ministério do Turismo e pelo menos um consolidado no mercado internacional; ter patrimônios mundiais da humanidade eleitos pela Unesco.

INVESTIMENTOS

Desde a sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo tem destinado recursos para aprimorar a infraestrutura turística no Maranhão. A Pasta já investiu R$ 261,6 milhões em cerca de 576 projetos que contemplam desde a ª etapa da construção do aeroporto em Barreirinhas e pavimentação de estradas até o apoio à infraestrutura turística. Além disso, 1.168 prestadores de serviços turísticos do estado estão registrados no Cadastur.

Fim do conteúdo da página