Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Plano de desenvolvimento terá duplicação de acesso à cidade e trem turístico
Início do conteúdo da página
ANGRA DOS REIS

Plano de desenvolvimento terá duplicação de acesso à cidade e trem turístico

MTur e prefeitura trabalham para finalizar projeto que vai potencializar o turismo na região 

  • Publicado: Quarta, 07 de Agosto de 2019, 18h09
  • Última atualização em Sexta, 09 de Agosto de 2019, 17h05

Por Darse Júnior, enviado especial

missão técnica Angra dos Reis.jpg

Segundo dia da missão técnica do Turismo para desenvolver plano de ação em Angra dos Reis. Crédito: Darse Júnior/MTur 

No segundo dia de trabalho da missão técnica capitaneada pelo Ministério do Turismo em Angra dos Reis, representantes da prefeitura e dos governos federal e estadual trabalham de forma integrada para finalizar o plano de ação que vai potencializar o turismo na região. O conjunto de iniciativas será apresentado pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, para o presidente Jair Bolsonaro na próxima reunião ministerial, agendada para terça-feira (13).

Entre as ações previstas estão a duplicação da BR 101, no trecho de acesso ao município, a construção de um complexo turístico na Marina do São Bento, reativação de trem de passageiros, usina de dessalinização de água, criação de estações de tratamento de esgoto, ampliação da pista do aeroporto e construção de um novo terminal de passageiros.

“Temos uma oportunidade muito clara de promover o desenvolvimento sustentável por meio do turismo na região e vamos concentrar esforços nessa missão”, comentou Marcelo Álvaro Antônio, que determinou a realização da visita técnica antes de pedir exoneração do cargo para votar a reforma da previdência, em segundo turno, na Câmara dos Deputados. O presidente Jair Bolsonaro tem enfatizado o potencial do turismo para ajudar na geração de emprego no Brasil e cita Angra dos Reis como um exemplo.

O plano de ação está numa matriz organizada em ações de infraestrutura, turismo, meio ambiente, segurança, política urbana, tecnologia e inovação. A ideia é envolver todas as áreas do governo federal que tenham ligação com os projetos a serem desenvolvidos no curto, médio e longo prazo.

Edição: Cecília Melo 

Fim do conteúdo da página