Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Ministro do Turismo interino faz visita técnica à Serra da Capivara (PI)
Início do conteúdo da página
VISITA TÉCNICA

Ministro do Turismo interino faz visita técnica à Serra da Capivara (PI)

Daniel Nepomuceno conheceu a infraestrutura e atrativos como o Parque Nacional, sítios arqueológicos e museus

  • Publicado: Terça, 23 de Julho de 2019, 19h39
  • Última atualização em Quinta, 25 de Julho de 2019, 18h02

Por Geraldo Gurgel, enviado especial


Ministro interino Daniel Nepomuceno (de camisa verde) durante visita ao Parque Nacional da Serra da Capivara. Crédito: Roberto Castro/MTur

O ministro do Turismo interino, Daniel Nepomuceno, realizou uma visita técnica nesta terça-feira (23) aos municípios de São Raimundo Nonato e Coronel José Dias, no Piauí, que abrigam o Parque Nacional da Serra da Capivara. A região, Patrimônio Mundial da Unesco desde 2011, reúne mais de mil sítios arqueológicos - uma das maiores concentrações em todo o mundo -, sendo 173 abertos à visitação e 17 acessíveis a cadeirantes. O local guarda os vestígios mais antigos da presença do homem nas Américas, datados de 48 mil anos.

No Boqueirão da Pedra Furada, um dos principais atrativos locais, Nepomuceno conheceu o monumento geológico símbolo da unidade e também o maior painel natural de pinturas rupestres do planeta, que preserva formas gráficas de comunicação da pré-história. Os desenhos envolvem uma grande variedade de cores e temas, como cenas de caça, guerra e diversos aspectos do cotidiano.

“O parque detém uma beleza cênica extraordinária, além da formação de cânions e gigantescos paredões de arenito, preservando esses painéis que retratam a vida dos antigos habitantes, a fauna e a flora sertaneja”, comentou o ministro, acompanhado do secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab; da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita de Castro, e do prefeito de Coronel José Dias, Manoel Galvão, entre outras autoridades. Somente São Raimundo recebeu R$ 22,4 milhões do Ministério do Turismo para vários projetos de infraestrutura turística.

Ainda em São Raimundo Nonato, o ministro esteve na Fundação e no Museu do Homem Americano, onde encontrou-se com a arqueóloga Niède Guidon. Os espaços guardam um valioso acervo, entre peças líticas, esqueletos, cerâmicas e outros artefatos de escavações arqueológicas, resultados de mais de quatro décadas de pesquisas feitas na região por universidades do Brasil e do mundo.

Já em coronel José Dias, Daniel Nepomuceno visitou o Museu da Natureza, o mais novo atrativo da região, que recebeu desde a inauguração, em dezembro de 2018, 31 mil visitantes. Ao longo da exposição, o turista faz uma viagem em forma de espiral, que mostra a criação do universo e os impactos climáticos  e as constantes transformações da fauna e da flora. O ministro e a comitiva também conheceram a produção artesanal da Cerâmica Serra da Capivara, criada para gerar renda a comunidades que habitam o entorno do Parque Nacional.

CONECTIVIDADE AÉREA

Apesar da diversidade de atrativos e do potencial para se tornar um destino turístico internacional, a Serra da Capivara recebe apenas 20 mil visitantes por ano. Durante visita ao Aeroporto de São Raimundo Nonato, Daniel Nepomuceno destacou que o MTur investiu R$ 150 mil no projeto executivo do terminal e frisou a importância da conectividade aérea ao desenvolvimento do turismo. O aeroporto, estratégico para o turismo nos 17 destinos da região integrada da Serra da Capivara, além de estados vizinhos (PE, BA e MA), ainda opera somente voos particulares.

ESPETÁCULO NA CAATINGA

Ao longo desta semana, até o próximo dia 27, a região é palco da 3ª edição do Festival Ópera da Serra da Capivara. As apresentações culturais, iniciadas na noite da última segunda-feira (22), ocorrem no anfiteatro da Pedra Furada e nas sedes de São Raimundo Nonato e Coronel José Dias, com espetáculos que reúnem mais de 100 artistas ao ar livre no coração da caatinga. Os shows utilizam diversos recursos artísticos e elementos cenográficos, que narram histórias de povos ancestrais, a cultura e a identidade sertaneja.

Fim do conteúdo da página