Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Conectividade aérea na pauta prioritária da OMT para as Américas
Início do conteúdo da página
INTERNACIONAL

Conectividade aérea na pauta prioritária da OMT para as Américas

Durante 64ª reunião, Brasil foi eleito para representar o Comitê de Turismo e Competitividade da OMT, juntamente com Bahamas

  • Publicado: Sexta, 17 de Maio de 2019, 14h30
  • Última atualização em Terça, 21 de Maio de 2019, 11h02

Por Cecília Melo

17.05.2019 guatemala

Aprimorar a conectividade aérea por meio de um mercado mais competitivo. Este foi o ponto mais abordado pelos representantes das delegações membros da Comissão Regional das Nações Unidas para as Américas, da Organização Mundial do Turismo (OMT) em sua 64ª reunião, realizada na Guatemala entre 15 e 16 de maio.

A cooperação entre os países para o desenvolvimento do turismo também esteve no centro das discussões. Durante a ocasião, o Brasil foi eleito para representar o Comitê de Turismo e Competitividade da OMT, juntamente com Bahamas. Segundo o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, o objetivo do encontro é melhorar os serviços, a estadia dos turistas, e mais importante, gerar novos empregos. "A melhor maneira de crescer rapidamente e com novos empregos é por meio do turismo", disse Pololikashvili.

Representando o Brasil, o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, ressaltou que o turismo no país agora está no centro da agenda econômica, consolidando-se como indutor na geração de emprego e renda. O secretário afirmou ainda que a integração na conectividade aérea, marítima e fluvial, bem como a abertura ao capital estrangeiro às companhias aéreas estão entre as pautas prioritárias da nova gestão do ministério. “Dentre as metas do novo Plano Nacional do Turismo estão a geração de 2 milhões de empregos, a inclusão de 40 milhões de brasileiros no mercado doméstico de viagens e a promoção de um salto de 6,6 milhões para 12 milhões de turistas internacionais”, complementou Nepomuceno.

A programação da reunião foi organizada pela OMT, juntamente com o Instituto Guatemalteco de Turismo (Inguat), e incluiu também um seminário internacional sobre gestão de destinos. O debate esteve focado no gerenciamento de destinos a níveis nacional e local e no desenvolvimento de destinos inteligentes, por meio do intercâmbio de ideias e boas práticas na gestão turística. A formulação e implementação de políticas de turismo pelos tomadores de decisão e atores públicos da região das Américas também foi outro tema abordado.

PRÓXIMOS PASSOS – Durante o encontro, ficou definido pela Comissão Regional das Nações Unidas para as Américas da OMT que o destino do próximo Dia do Turismo, em 2020, será na América do Sul, no intuito de demonstrar o espírito de cooperação sobretudo entre os países do Mercosul. Foz do Iguaçu esteve entre as cidades citadas como candidata a sediar ações da data.

Além disso, a Comissão também definiu que a Jamaica será o país sede da 65ª reunião, ainda sem data estabelecida. Na ocasião, a delegação do Peru se dispôs a sediar um evento sobre Turismo Gastronômico na Região das Américas e a Colômbia estuda realizar uma conferência internacional com os ministros de Turismo e de Transporte dos países membros para debater a conectividade nas rotas turísticas do mundo.

Edição: Vanessa Sampaio

registrado em:
Assunto(s): Guatemala , OMT , turismo internacional ,
Fim do conteúdo da página