Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Seminário debate planos e estratégias para desenvolver o turismo no Rio de Janeiro
Início do conteúdo da página
EVENTO

Seminário debate planos e estratégias para desenvolver o turismo no Rio de Janeiro

Evento realizado no Tribunal de Contas do Estado contou com a presença do chefe de gabinete do MTur, Hercy Ayres

  • Publicado: Sexta, 17 de Maio de 2019, 16h00
  • Última atualização em Sexta, 17 de Maio de 2019, 18h32

Por Geraldo Gurgel

17 05 19 hercy tce
Hercy Ayres durante sua apresentação no seminário no TCE. Crédito: Pedro Motta Lima

O chefe de gabinete do Ministério do Turismo, Hercy Ayres Rodrigues Filho, participou nesta sexta-feira (17) do 1º Seminário de Articulação Institucional do Turismo Fluminense. No evento, promovido pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e pela Secretaria de Turismo do estado, ele apresentou programas e projetos da pasta voltados para o desenvolvimento e integração da atividade turística em parceria com estados e municípios.

Ayres destacou as ações legislativas da atual gestão do MTur para fomentar o turismo interno e ampliar o fluxo de estrangeiros no Brasil. Entre elas, a abertura total do mercado aéreo brasileiro para companhias externas e a liberação de vistos para turistas de países estratégicos como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, que passa a valer a partir de 17 de junho. A cessão de áreas de interesse turístico pela União e a política nacional de gestão turística dos patrimônios naturais e históricos também são medidas para atrair mais visitantes e investimentos para o setor.

“Temos programas e projetos, em parceria com estados e municípios, que promovem o turismo de forma descentralizada e fortalecem os destinos, onde o turismo acontece na prática”, disse Hercy. Ele ressaltou que o Programa de Regionalização do Turismo (PRT) tem sido a forma integrada de estruturar a atividade turística e de promover o desenvolvimento regional por meio do setor de viagens.

O EVENTO - O seminário discutiu os "Estudos Socioeconômicos dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro 2018". O foco da pesquisa foi o diagnóstico do turismo fluminense com base no Plano Nacional de Turismo, instrumento que estabelece as diretrizes e estratégias para a implementação da política nacional do setor. O TCE-RJ aplicou um questionário nos 91 municípios sob sua jurisdição. Desse total, 56 responderam aos questionamentos, o equivalente a 61,54%.

Entre os resultados mais expressivos da pesquisa, apenas Niterói tem regulamentação para a atuação de agências de turismo na cidade. Destinos importantes como Angra dos Reis, Cabo Frio, Rio das Ostras e Vassouras não têm inventário nem Plano Municipal de Turismo. Apenas 14 cidades contam com financiamento externo para o setor e somente 22 têm algum curso profissionalizante na área de turismo.

Entre as ações de cooperação técnica, de qualificação profissional e de integração regional para o desenvolvimento sustentável do turismo fluminense, o TCE-RJ e a Secretaria de Turismo do Rio vão promover a capacitação dos gestores municipais.

“Eles vão elaborar os inventários da oferta turística dos destinos e planos municipais de turismo para o desenvolvimento da atividade de forma ordenada, levando em consideração as regiões turísticas, de acordo com o Plano Diretor de Turismo do Estado do Rio de Janeiro”, explicou Márcio Jandre, secretário de Planejamento do TCE-RJ.

“Nosso maior objetivo é consolidar o turismo como um dos principais setores econômicos do Rio, buscando a geração de renda, o desenvolvimento regional e o incremento na captação de recursos”, acrescentou Otávio Leite, secretário estadual de Turismo.

Edição: Vagner Vargas

Fim do conteúdo da página