Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > “Serra Catarinense pode ser modelo de integração turística”, diz ministro
Início do conteúdo da página
PRODETUR

“Serra Catarinense pode ser modelo de integração turística”, diz ministro

Na entrega do Selo +Turismo para quatro cidades da região, Lummertz enfatizou que Prodetur+Turismo é oportunidade de estruturação regional do setor

  • Publicado: Segunda, 19 de Novembro de 2018, 15h30
  • Última atualização em Segunda, 19 de Novembro de 2018, 19h15

Lages, Urubici, Bom Jardim da Serra e Rio Rufino são os novos municípios brasileiros contemplados com o Selo + Turismo. A distinção é concedida pelo Ministério do Turismo a propostas alinhadas às diretrizes da política nacional do setor, garantindo prioridade de tramitação para projetos em contratação de crédito junto aos bancos credenciados do Prodetur+Turismo.

A entrega dos selos foi feita pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (19), em Lages (SC). As propostas somam R$ 75,9 milhões para obras de infraestrutura turística, requalificação urbana e ações de marketing nos destinos. Segundo o ministro, a aprovação do Prodetur+Turismo aos quatro projetos da Serra Catarinense será convertida em integração turística para a região.

“Essa é uma oportunidade histórica para consolidar um movimento integrado por desenvolvimento através do Turismo, promovendo a complementaridade entre os destinos. Traz também um plano moderno e ousado, que visa a integração com a Serra Gaúcha, dando início à captação, pela região serrana de Santa Catarina, de uma parte dos cerca de 6 milhões de turistas que vão a Gramado e Canela todos os anos”, analisou.

Aos prefeitos e gestores públicos presentes, Lummertz falou sobre a importância da integração regional para o turismo do país. “É essencial compreender essas obras como complementares para a vocação turística de cada uma das cidades. Ao beneficiar vários municípios simultaneamente, o momento possibilita um melhor planejamento e aplicação dos recursos, criando um modelo que pode ser seguido inclusive por outras regiões turísticas do país que escolheram o Turismo como braço forte do seu desenvolvimento”, afirmou.

O Selo + Turismo capacita Lages a pleitear R$ 26,4 milhões, enquanto Urubici fica habilitada a solicitar R$ 26,9 milhões, Bom Jardim da Serra se qualifica para acessar R$ 16,4 milhões e, Rio Rufino, encaminhar projeto no valor de R$ 6,2 milhões. As propostas serão enviadas ao Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE).

Além dos recursos do Prodetur, o ministro também assinou, durante a solenidade, o Termo de Referência para elaboração do Plano de Desenvolvimento Territorial de Turismo da Serra Catarinense. Os recursos são oriundos de emenda parlamentar e contemplam 18 municípios da região serrana.

19.11.2018 prefeitos sc
Ministro com os prefeitos presentes. Foto: Silviane Mannrich/Divulgação

Edição: Vanessa Sampaio

Fim do conteúdo da página