Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Sete cidades do Piauí sobem de categoria no Mapa do Turismo
Início do conteúdo da página
institucional

Sete cidades do Piauí sobem de categoria no Mapa do Turismo

Municípios integrantes do Pólo Costa do Delta demonstram evolução em quesitos que norteiam a economia do setor

  • Publicado: Sexta, 16 de Fevereiro de 2018, 10h23
  • Última atualização em Sexta, 16 de Fevereiro de 2018, 19h06

 16 02 18 NE SerraCapivara0046
Crédito: Embratur

O Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Esse instrumento é importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo e balizar políticas públicas, além de orientar o repasse de verbas federais. De acordo com a nova categorização, sete cidades do Piauí registraram crescimento pelo setor - Avelino Lopes, Cajueiro da Praia, Francinópolis, Ilha Grande, Miguel Leão, Pedro II e São Raimundo Nonato -, seja por terem aumentado o número de empregos por meio do turismo, ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de visitantes domésticos e internacionais.

“A melhoria de destinos a exemplo de Cajueiro da Praia, que dá acesso à famosa Praia de Barra Grande, ideal para a prática de kitesurf, e Ilha Grande, porta de entrada para as belezas do Delta do Parnaíba, mostra que as cidades têm trabalhado para fortalecer a atividade turística. No que diz respeito ao Ministério do Turismo, estamos atentos às demandas do setor, como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços”, frisa o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Por outro lado, três cidades piauienses tiveram redução em suas categorias: Campo Maior, Corrente e Lagoa do Barro do Piauí. Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima categorização, quando dados serão novamente avaliados, ele poderá mudar de posição.

APOIO DO MTUR - Com o objetivo de melhorar a infraestrutura das cidades e recuperar posições na categorização, o MTur já destinou, desde 2003, aproximadamente R$ 4,3 milhões a Campo Maior e Corrente para obras de pavimentação e construção de praças, entre outras iniciativas.

Segundo a portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades de Avelino Lopes, Francinópolis, Ilha Grande e Miguel Leão, agora na categoria ‘D’, passam a poder contar com até R$ 150 mil por ano do governo federal para a realização de festejos. Já Cajueiro da Praia, Pedro II e São Raimundo Nonato, classificadas como ‘C’, têm direito a um limite de R$ 400 mil.

Todos os municípios - de A a E - estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

O Piauí conta com 77 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro, classificadas da seguinte maneira: A (01), B (01), C (07), D (36) e E (32).

CONFIRA AS MUDANÇAS DE CATEGORIAS - As novas categorias já estão disponíveis no endereço www.mapa.turismo.gov.br.

» Os municípios que subiram de categoria:

Avelino Lopes
Cajueiro da Praia
Francinópolis
Ilha Grande
Miguel Leão
Pedro II
São Raimundo Nonato

registrado em:
Fim do conteúdo da página